TST: Estudantes fazem visita virtual às sessões de julgamento

0
200


As visitas técnicas podem ser agendadas pela Assessoria do Cerimonial da Presidência do TST





Tela da visita virtual de alunos à SDI-1





24/06/21 – O Tribunal Superior do Trabalho (TST) voltou a receber visitantes nas sessões de seus órgãos judicantes. Estudantes de Direito da Universidade São Judas Tadeu, de São Paulo (SP), fizeram  as duas primeiras visitas técnicas telepresenciais às sessões de julgamento da Corte. A iniciativa, coordenada pela Assessoria do Cerimonial da Presidência (Acepres), era realizada no formato presencial e havia sido interrompida com a pandemia.

Além de proporcionar aos estudantes um momento para vivenciarem, na prática, os conhecimentos adquiridos em sala de aula, as visitas virtuais visam fortalecer a transparência institucional e facilitar o acesso dos cidadãos ao Poder Judiciário, além de ampliar o alcance das informações acerca do Tribunal.

Novo formato

Diante da demanda pelo serviço, foi adotado o formato virtual, por meio da criação de uma sala no Zoom. A primeira visita foi agendada com antecedência e contou com 30 estudantes do curso de Direito da Universidade São Judas Tadeu, acompanhados por professores. A segunda, nesta quinta-feira (24), contou com mais 50 estudantes da instituição.

Eles assistiram a um vídeo com mensagem de boas-vindas da presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi. Na sequência, os participantes da primeira visita acompanharam a sessão de julgamento da Primeira Turma, onde foram recebidos com uma manifestação didática do ministro Hugo Carlos Scheuermann, presidente do colegiado. Hoje, o segundo grupo assistiu aos julgamentos da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1). Para finalizar, participaram de uma apresentação das áreas de interesse do TST, com apresentação de slides e explicações.

Agenda de visitas 

As visitas telepresenciais ao TST são oferecidas aos acadêmicos do Curso de Direito e aos alunos de ensino médio e fundamental. Para agendá-las, basta entrar em contato com a Acepres por e-mail ([email protected]) ou pelo telefone (61) 3443-4286.

(MG/RT)

$(‘#lightbox-pwzv_ .slider-gallery-wrapper img’).hover(
function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 0);
}, function() {
const $text=$($($(this).parent()).next());
$text.hasClass(‘inside-description’) && $text.fadeTo( “slow” , 1);
}
);
$(document).ready(function() {
var pwzv_autoplaying=false;
var pwzv_showingLightbox=false;
const pwzv_playPauseControllers=”#slider-pwzv_-playpause, #slider-pwzv_-lightbox-playpause”;
$(“#slider-pwzv_”).slick({
slidesToShow: 1,
slidesToScroll: 1,
autoplay: pwzv_autoplaying,
swipeToSlide: false,
centerMode: false,
autoplaySpeed: 3000,
focusOnSelect: true,
prevArrow:
”,
nextArrow:
”,
centerPadding: “60px”,
responsive: [
{
breakpoint: 767.98,
settings: {
slidesToShow: 3,
adaptiveHeight: true
}
}
]
});
$(“#slider-pwzv_”).slickLightbox({
src: ‘src’,
itemSelector: ‘.galery-image .multimidia-wrapper img’,
caption:’caption’
});
});


Com informações da assessoria de imprensa do TST.

Fonte

MH Cálculos - Fale com um Especialista
MH Cálculos - Fale com um Especialista

DEIXAR UMA RESPOTA

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui