Pessoal tudo bem? Torço sempre para que todos estejam bem!

Hoje quero trocar uma ideia não como Perito, mas como um “ser humano” comum que também busca resolver problemas do dia a dia e de grande ordem… que é ESCOLHA DE BANCOS. Eu não sei vocês, mas mesmo sendo Perito que faz muitoooooos cálculos contra instituições financeiras, não posso deixar de ressaltar a importância que eles tem em nossas vidas. Quem nunca um dia ficou em dúvida sobre qual banco abrir a conta? Ou precisando de um empréstimo, financiamento seja ela PJ ou PF ou até mesmo habitacional?? Eu já !!

Sabemos que os juros são determinantes nos contratos bancários e que o valor que você vai pagar em função dos juros dependem da taxa percentual e o prazo, ou seja, quanto maior a taxa e maior o prazo, maior será a o valor dos juros que vamos pagar, e não podemos esquecer que dependendo da operação financeira e suas características, pagamos um montante de juros, maior do que o próprio capital emprestado.

O banco muitas vezes nos ajudar e existem situações e/ou imprevistos que nos fazem recorrer às instituições financeiras, por isso a ideia deste post é: Ok, preciso de banco, qual vou escolher?!?!?

Obviamente existem “n” fatores que influenciam na tomada de decisão, mas pelo menos na minha opinião a que mais me importa é quanto eu realmente vou pagar. E vou ser sincero, sei que pensamos sempre da seguinte forma… se a parcela encaixa no orçamento não vou me preocupar com o resto, mas quero te mostrar que você pode até continuar com esse raciocínio, mas com um pouco mais de prudência. As instituições financeiras são obrigadas diariamente a informar as taxas de juros das principais modalidades de crédito do país, ou seja, eles tem que dizer qual a taxa de juros para financiamento de veículo PF por exemplo, capital de giro PJ, cheque especial, crédito pessoal e muito mais.

Vamos supor que você esteja querendo comprar um carro, você pessoa física. Você vai acessar a seguinte página do Banco Central (Clique aqui).

  1. Clicar em “Histórico Posterior a 01/01/2012” para buscar taxas mais recentes

2.  Você pode escolher o segmeto PESSOA FÍSICA ou PESSOA JURÍDICA
3. Ao lado temos a opção MODALIDADE e neste campo constam as opções de contrato disponíveis para consulta.
4. Logo abaixo PERÍODO INICIAL você deve escolher uma data para pesquisa. O ideal é sempre buscar datas próximas a data da consulta para que tenhamos exatamente o panorama das taxas de juros.
5. Logo após escolher a data, o Banco Central te devolver um relatório informando as instituições e suas respectivas taxas para aquele tipo de operação.

Neste exemplo busquei a taxa para a última data disponível (20/04/2017) e podemos perceber qual instituição tem a melhor taxa e qual tem a pior, ou que está entre os piores. Essa informação é bem relevante na nossa escolha e espero que seja muito útil se um dia precisar.

Que tal curtir a página da MHC no Facebook e ficar atualizado sempre com nossos posts, dicas e muito mais?!?

Grande abraço a todos e um ótimo dia!
Marlos Henrique

MH Cálculos - Fale com um Especialista