Esse é o primeiro de alguns posts que quero escrever sobre os principais erros nos cálculos trabalhistas bancários, sejam estes equívocos apresentados pelos peritos judiciais ou pelas partes do processo (Reclamante e Reclamadas através de seus respectivos assistentes técnicos).

Atuando há muitos anos na perícia trabalhista bancária e atuarial (fundos de pensão – complementos de aposentadoria) pude sinalizar inúmeros erros nos cálculos judiciais que distorcem e muito os valores devidos seja em favor do autor ou do Réu, haja vista que o importante é sempre apurar o quantum devido.

Não quero neste post citar erros mais aparentes (horas extras, jornadas, diferenças salariais) que todo mundo bate o olho e identifica com facilidade, mas sim aqueles de difícil visualização que possuem impacto direto na formação do total da liquidação, que 


QUER SABER TUDO SOBRE CÁLCULOS JUDICIAIS?

Cadastre-se e tenha acesso exclusivo a todos os conteúdos do blog.

Não tem cadastro?

Quero me Cadastrar

Se você já se cadastrou, por favor, faça o login.

Login