ICEP recebe selo de certificação da Tecnologia Social “Territórios Colaborativos pela Educação”

0
46


O instituto Chapada de Educação e Pesquisa teve sua metodologia “Territórios Colaborativos pela Educação” reconhecida como uma Tecnologia Social Certificada , passando a integrar o Banco de Tecnologias Sociais (BTS) da Fundação Banco do Brasil.

O Instituto Chapada de Educação e Pesquisa concorreu, em junho deste ano, ao Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2019 e teve a sua metodologia “Territórios Colaborativos pela Educação” reconhecida como uma Tecnologia Social Certificada, passando a integrar o Banco de Tecnologias Sociais (BTS) da Fundação Banco do Brasil.

O Selo de “Tecnologia Social Certificada” é uma forma de demonstrar que a ação desenvolvida conseguiu promover resultados relevantes na comunidade onde está inserida e que pode ser reaplicada em outros territórios por outras entidades. Ele permite ampliar a divulgação da certificação e poderá ser utilizado nas ferramentas, documentos e canais de comunicação referentes a esta tecnologia.

Para Elisabete Monteiro, Diretora Presidente do Instituto Chapada, “É uma honra receber essa certificação pois representa um reconhecimento público ao nosso trabalho e à luta permanente por uma escola pública de melhor qualidade. Isso nos fortalece e incentiva a continuar desenvolvendo um trabalho sério voltado para a aprendizagem dos educadores e estudantes do nosso país”, explica.

Para serem considerados uma Tecnologia Social é necessário que os projetos ou metodologias “sejam reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e representarem efetivas soluções de transformação social”.  Devem possuir resultados comprovados de transformação social e precisam contemplar pelo menos uma das dimensões: protagonismo social; respeito cultural; cuidado ambiental e solidariedade econômica, segundo os critérios da FBB.

Territórios Colaborativos pela Educação

A Tecnologia Social do ICEP se estrutura a partir da formação de Territórios Colaborativos pela Educação, metodologia de colaboração e mobilização implementada pelo Instituto há mais de 20 anos. No Território da Chapada Diamantina a atuação por meio desta tecnologia promoveu o desenvolvimento do Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) da Chapada, que atualmente reúne mais de 20 municípios.

Como funciona?

Através da colaboração horizontal os municípios se juntam em uma parceria colaborativa e dividem gastos com programas de formação continuada tanto para os professores, coordenadores pedagógicos como para gestores escolares e equipes técnicas das Secretarias de Educação. Além disso, há o trabalho de mobilização sociopolítica que dá suporte à continuidade de boas práticas avaliadas pelos próprios educadores e comunidade.

Quais as vantagens da colaboração territorial?

colaboração horizontal estabelece um novo paradigma de desenvolvimento local e otimiza o processo educacional, agregando as gestões municipais, sociedade civil e suas comunidades educadoras; consolida o processo educacional como parte de um contexto cultural; favorece a troca de experiências entre redes e dissemina boas práticas educacionais em outras regiões. Além disso, a colaboração amortece os custos individuais de cada parceiro, permitindo que os municípios dividam gastos com os programas favorecendo também o incentivo a parceiros privados para colaborarem com a região.

Acesse a Tecnologia Social “Territórios Colaborativos pela Educação” 

 

CERTIFICADO

 

Conheça o Instituto Chapada de Educação e Pesquisa.

Fonte

Fale com um Especialista

DEIXAR UMA RESPOTA

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui