I SEMINÁRIO DIDÁTICO DO ADE CHAPADA DIAMANTINA REÚNE MAIS DE 20 MUNICÍPIOS

0
17


Seminário Didático  reuniu cerca de 200 representantes da rede de educação e gestores públicos. Encontro foi realizado em parceria com mais de 20 municípios que compõem o Arranjo do Desenvolvimento da Educação (ADE) da Chapada Diamantina.

 

 

“Os princípios do ICEP tem esse poder de reunir”
Elisabete Monteiro, Diretora Presidente do Instituto Chapada.

O Instituto Chapada de Educação e Pesquisa – ICEP promoveu no dia 07 de junho, em Seabra, o I Seminário Didático 2019: a formação integral do sujeito está em nossas mãos.  O Encontro foi realizado em parceria com mais de 20 municípios que compõem o Arranjo do Desenvolvimento da Educação (ADE) da Chapada DiamantinaEstiveram presentes mais de 200 pessoas entre gestores públicos – prefeitos, secretários de educação e equipes técnicas das secretarias municipais, além dos representantes da rede de educação, gestores escolares, professores e parceiros. Contamos com a presença de Jonas Waks, coordenador do Projeto Comunidade de Aprendizagem no Brasil e América Latina, projeto promovido pelo Instituto Natura que tem o ICEP como parceiro técnico no território da Chapada.

“Os princípios do ICEP tem esse poder de reunir’, disse a Diretora Presidente do Instituto, Elisabete Monteiro, em sua fala de abertura, que destacou ainda: “Os nossos princípios falam de trabalho em colaboração, parceria, trabalhar em rede, em um arranjo de desenvolvimento da educação, tudo isso baseado nos nossos valores que são o apartidarismo, a honestidade, a equidade e a ética”, concluiu. O representante do Instituto Natura, Jonas Waks, destacou a importância da atuação do Instituto: “Todos nós nos inspiramos muito com as experiências de vocês aqui. Estamos emocionados, inspirados e renovados com esta experiência e queremos hoje aprender mais com vocês”, reiterou.

Boas práticas educativas desenvolvidas pelas escolas ao longo do primeiro semestre também foram apresentadas a partir dos temas: Leitura colaborativa, Leitura programada, Protagonismo Juvenil: uma realidade possível e Educação Especial/Inclusiva. Adriana Rocha, supervisora pedagógica no município de Souto Soares, que há dois meses trabalha com o projeto de leitura colaborativa, diz que já vê resultados: “Nós já observamos a qualificação no planejamento dos professores. Esse trabalho vem ensinando os professores a focar nas especificidades de aprendizagem das crianças e nas suas próprias dificuldades para superá-los”, explica.

Municípios que tiveram escolas transformadas em Comunidade de Aprendizagem apresentaram uma das ações do projeto – as Atuações Educativas de Êxito – que tem o diálogo e a interação como princípios do trabalho. Também foram socializadas as práticas que impactaram na aprendizagem dos estudantes decorrente da formação de matemática no Ensino Fundamental – anos iniciais (projeto realizado pelo Itaú Social em parceria técnica com o ICEP).

Na ocasião houve o lançamento do Mobiliza (edição 2019/2020), projeto de mobilização sociopolítica que visa mobilizar a população e gestores municipais para a manutenção e continuidade das políticas públicas de educação em seus municípios. As ações de mobilização começam ainda este ano e permanecem até as eleições municipais quando a população apresenta para os candidatos as propostas de educação que desejam para as escolas das suas cidades.

 

CONFIRA MAIS FOTOS

Conheça o Instituto Chapada de Educação e Pesquisa.

Fonte

DEIXAR UMA RESPOTA

Por favor insira o seu comentário
Por favor insira o seu nome aqui